Brasil é destaque em catálogo da agência internacional de energia

“Em 2035, o Brasil terá deixado de importar gás e óleo, passando a ser exportador dos dois produtos. O país é uma força emergente na produção de gás e vai estar entre os líderes da exploração de petróleo em água profunda e no desenvolvimento [de fontes energéticas] de baixa emissão de carbono”, destacou Maria durante o lançamento do catálogo.

De acordo com o catálogo, em 2035, a produção de petróleo no Brasil vai triplicar, chegando a 6 milhões de barris por dia, o que corresponde a um terço do crescimento líquido previsto para a produção mundial de petróleo. Com isso, o país alcançará a sexta posição entre os principais produtores. Já a produção de gás natural terá aumentado nesse período em mais de cinco vezes. Em 2030, o país não precisará mais importar o produto.

Ainda segundo o documento, as fontes de energia são “abundantes e diversificadas” no Brasil. Isso sustentará um aumento de 80% do uso de energia. Para dar conta do aumento de consumo previsto pelas necessidades da classe média em expansão e ter sucesso na implementação do projeto de acesso universal à eletricidade – objetivo do Programa Luz para Todos – será necessário investir, em média, US$ 90 bilhões por ano em todo o sistema de energia.

Líder mundial no domínio das energias renováveis, o Brasil “praticamente duplicará” essa produção a partir de fontes renováveis em 2035, mantendo sua quota de 43% na matriz energética nacional. Na projeção da AIE, a espinha dorsal do setor continuará sendo a geração de energia a partir das usinas hidrelétricas, apesar de a dependência dessa fonte tender a declinar “em parte devido ao afastamento e à sensibilidade ambiental de muitos recursos remanescentes, situados principalmente na Amazônia”.

Entre as fontes de geração que mais aumentarão as quotas na matriz energética estão a de energia eólica, que segundo a agência, tem demonstrado competitividade, a de gás natural e a eletricidade gerada pela bioenergia.

 

Compartilhar Post?

Contate-nos por WhatsApp