Sebrae abre 264 vagas na região de Rio Preto para o programa Brasil Mais

Contact Us

Sebrae abre 264 vagas na região de Rio Preto para o programa Brasil Mais

Sebrae está com 264 vagas para empresários da região interessados em participar do programa Brasil Mais, que visa aumentar a produtividade, o faturamento e reduzir custos das empresas

Aumentar a produtividade e a competitividade das empresas, com a promoção de melhorias rápidas, de baixo custo e de alto impacto. Esses são os objetivos do programa Brasil Mais, que está com inscrições abertas para 264 vagas em 45 municípios da região de Rio Preto. E o melhor, participar do treinamento não custa nada para o empresário, que vai contar com uma consultoria personalizada de um consultor do Sebrae.

Desde que começou a operar na região de Rio Preto, em 2013, o programa passou por diversas atualizações na metodologia e já atendeu mais de 4 mil empresas. As empresas interessadas em participar do próximo ciclo, que já começa em março, têm até o próximo dia 25 para se inscrever, o que pode ser feito pelo link https://bit.ly/PROGRAMAALIINSRIÇÕES.

As empresas recebem acompanhamento e orientação para inovar e se tornar mais produtivas, faturar mais e gastar menos. Durante quatro meses, os Agentes Locais de Inovação (ALI) acompanham a realidade do negócio, traçam um raio-X da empresa e ajudam na construção e implantação de um plano de inovação junto com o empreendedor.

De acordo com Guilherme Mendes, analista de negócios do Sebrae, o programa tem duração de quatro meses, de março a julho, será realizado no modelo híbrido (presencial e virtual) e envolve encontros individuais e coletivos. “É um trabalho bem personalizado, de acordo com o momento que a empresa está enfrentando.”

Esse programa é voltado a microempresas e empresas de pequeno porte (EPP), ou seja, cujo faturamento anual é de até R$ 4,8 milhões. Para obter os resultados, os agentes do Sebrae disponibilizam ferramentas de gestão para solucionar os problemas do dia a dia dos participantes. “A ideia, nesse treinamento, é atender empresas com grau de maturidade, gestão e inovação mais avançados”, disse.

Segundo Mendes, não há um segmento específico para a empresa participar do programa, ela pode ser de qualquer área desde que microempresa ou EPP, mas é fundamental que haja um engajamento do empresário e uma dedicação total ao treinamento. “É preciso que o empresário tenha mesmo o interesse, que queira crescer, expandir o negócio e que não desista no meio do caminho”, disse.

Resultados

No Brasil, o programa já atendeu ou está em fase final de atendimento de 71 mil empresas em vários estados do País desde sua retomada, em novembro de 2019. Estudo feito pelo Sebrae, a partir do acompanhamento de quase 5 mil empresas que participaram mostrou que, em média, esses pequenos negócios tiveram um aumento de 52% de produtividade e um incremento de 18% no faturamento.

Análise comparativa dos resultados alcançados pelas empresas que participaram do programa, em seu ciclo piloto, e a Pesquisa Sebrae/FGV sobre o Impacto da Pandemia, mostra que os pequenos negócios atendidos pelo Brasil Mais registraram um faturamento, em média, 42% superior às micro e pequenas empresas em geral. Para este ano, a meta é realizar até 120 mil atendimentos até dezembro.

Resultados já começam a ser sentidos

Quem também participou de um ciclo do treinamento foi o empresário Murilo Aparecido Neves, da operadora de turismo Thermas Fun, de Olímpia. Ele conta que decidiu abrir o negócio em plena pandemia, em, 2020, quando observou que o mercado passava por uma crise intensa e era a hora certa de investir no ramo para colher os resultados depois, quando as coisas melhorassem. “O programa do Sebrae me ajudou na gestão do negócio, com ferramentas para controlar a analisar a perfomance, as despesas, o lucro”, disse.

E os resultados já começaram a ser observados, com aumento do faturamento, novas contratações e planos de expansão vindo na esteira da estruturação do negócio. “A partir do segundo semestre vamos atender uma nova área de mercado, setorizando a operadora entre Olímpia e Caldas Novas”. (LM)

De olho no marketing
Educadora física Charlene Trevizan participa do programa com foco em melhorar a divulgação da empresa

O fechamento da academia em que trabalhava por conta da pandemia de Covid-19 motivou a educadora física Charlene Trevizan a abrir o próprio negócio. Ela montou o Char Trevizan Estúdo de Preparação Física, em Rio Preto há dois anos, onde dá aulas da modalidade funcional e conta com outros profissionais da área na equipe.

Segundo Mauro Ferreira, marido de Char e gerente administrativo da empresa, no ano passado eles decidiram aderir ao programa executado pelo Sebrae em busca de melhorar a condução do negócio. “Nossa principal demanda é divulgar a empresa e captar mais clientes”, afirma ele.

E é justamente neste aspecto que estão aproveitando a consultoria, com orientações especialmente sobre como utilizar as ferramentas do marketing digital. “Estamos dominando melhor as redes sociais, aprendendo o que postar, com regularidade”, afirmou.

Os resultados já têm aparecido em número de seguidores e possíveis clientes. Outra iniciativa adotada foi uma espécie de desafio, assumido por Mauro e divulgado nas redes, com mudanças de hábitos alimentares e com a inclusão da atividade física na rotina, para mostrar os benefícios à saúde e as transformações. “Nossa avaliação da participação no programa é muito positiva, traz resultados e não custa nada”, disse. (LM)

Fonte: https://www.diariodaregiao.com.br/economia/riopretoeregiao/sebrae-abre-264-vagas-na-regi-o-de-rio-preto-para-o-programa-brasil-mais-1.943010

Compartilhar Post?

Contate-nos por WhatsApp