Supremo

No Supremo: Cármen Lúcia suspende resolução da ANS que aumenta coparticipação nos planos de saúde.  Norma previa que clientes pagassem até 40% de procedimentos bancados pelas empresas. Para a ministra, agências reguladoras não podem "inovar no ordenamento jurídico". Belíssima puxada do tapete de quem pensa que manda em tudo. 

Compartilhar Post?

Contate-nos por WhatsApp